Dec
11
10 de dezembro de 2014 - 18:10

Crediario-e-planos-proprios-ajudam-a-diminuir-risco-de-inadimplencia-televendas-cobranca

Por: Cibelle Bouças

As franquias de clínicas odontológicas têm permitido a profissionais da área ampliar a receita e reduzir riscos de inadimplência em relação aos consultórios particulares. Essas redes mantêm acordos com bancos e financeiras ou oferecem planos odontológicos próprios para financiar tratamentos.

Na Sorridents, a taxa média de inadimplência dos clientes gira em torno de 2%. Cleber Soares, vice-presidente da Sorridents, disse que a companhia tem acordos com o Banco do Brasil, a financeira Sorocred e outras financeiras regionais, que financiam tratamentos odontológicos de alto custo. Os financiamentos são feitos em até 48 meses, o que tem atraído um número crescente de clientes, principalmente das classes C e D.

Na Odontocompany, que também oferece um plano odontológico próprio e financia tratamentos em parceria com a Sorocred, a taxa de inadimplência é maior, de 9%. De acordo com Paulo Zahr, presidente da Odontocompany, os clientes passam por uma avaliação de risco e o crédito antes da liberação do crédito.

No entanto, há casos em que o dentista franqueado opta por não seguir as normas de gestão financeira e isso aumenta os riscos de inadimplência, disse. “O profissional da área normalmente tem pressa, quer começar a fazer logo o tratamento e pensa no pagamento posteriormente. Isso aumenta o risco de não receber no fim do tratamento.”

De acordo com o executivo, atualmente 60% dos clientes da Odontocompany são filiados ao seu plano odontológico e os outros 40% pagam pelo tratamento, com ou sem financiamento.

A Ortodontic Center desenvolveu seu próprio plano odontológico, que é vendido para empresas. No caso do atendimento a pessoas físicas, a companhia parcela o pagamento e o tratamento é realizado à medida que os pagamentos são efetuados. Fernando Massi, sócio-fundador da Ortodontic Center, disse que o risco de inadimplência é praticamente zero. “Se o pagamento não é feito, o tratamento é interrompido, mas isso é dito de forma clara para os pacientes”, afirmou. No caso dos pagamentos feitos com cartão de crédito, o tratamento começa a ser feito assim que a operação é aprovada pela operadora.

CADASTRE-SE no Blog Televendas & Cobrança e receba semanalmente por e-mail nosso Newsletter com os principais artigos, vagas, notícias do mercado, além de concorrer a prêmios mensais.

» Conheça os colaboradores que fazem o Blog Televendas e Cobrança.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Escreva um comentário:

[fechar]
Receba as nossas novidades por e-mail:
Cadastre-se agora e receba em seu e-mail:
  • Notícias e novidades do segmento de contact center;
  • Vagas em aberto das principais empresas de Atendimento ao Cliente;
  • Artigos exclusivos sobre Televendas & Cobrança assinados pelos principais executivos do mercado;
  • Promoções, Sorteios e muito mais.
Preencha o campo abaixo e fique por dentro das novidades: